Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida Colorida

Um sítio onde escrevo sobre as cores que pautam a minha vida

Um sítio onde escrevo sobre as cores que pautam a minha vida

Vida Colorida

14
Abr10

Não te entendo...

Vida Colorida

Passei dias, semanas, meses a esperar por um sorriso teu que me demonstrasse que sentias o mesmo que eu, por um olhar mais "transparente" que me mostrasse o que pensavas/sentias por mim, por uma palavra mais directa que dissesse o que os teus olhos querem dizer e tantas vezes não entendo... mesmo sabendo que corria o risco dessa palavra, se fosse dita, não ser a gostaria de ouvir...

 

Um dia, no meio de uma discussão, quando os dois já tínhamos dito muita coisa... muito em parte por conta dos corações acelerados pela discussão... quando os nossos olhos já se cruzavam com alguma mágoa, disseste, ainda que por meias palavras, como é próprio em ti, que não sou sequer uma amiga... doeu, doeu muito mais do que algumas vezes poderás imaginar... após meses de convivio diário, após meses em que falámos de tanta coisa, em que nos fomos conhecendo e ás vezes até desabafando (mais eu do que tu, é certo), após ter ouvido da tua boca que apesar de não nos conhecermos há muito, já me tinhas contado coisas que alguns dos teus amigos "antigo" não sabiam... dizeres-me que não sou tua amiga, magoou demais..

 

Depois disso, muita coisa mudou... deixei de desabafar contigo, de partilhar coisas do meu dia-a-dia contigo, deixei de confiar em ti como dantes, não por quebraste a minha confiança mas porque achei que sim, era mesmo melhor afastarmo-nos de uma vez por todos (afinal a última discussão foi demasiado séria...)...

 

Sou daquelas pessoas que normalmente, consigo conviver mais ou menos bem com um "clima de coexistência pacífica" por isso mesmo, e já que somos obrigados a conviver, aos poucos fomos voltando a comentar sobre uma ou outra banalidade do dia-a-dia...sei no entanto voltarmos a falar como amigos... deixei de brincar contigo, de falar sobre os temas "habituais"... estamos fisicamente perto mas emocionalmente longe, muito longe... acho que na verdade sempre estivémos, eu é que não queria ver...

 

Mas acho que tem sido melhor assim... posso até esboçar um sorriso ou olhar nos teus olhos quando falas comigo, mas já não te vejo como alguém que quero para mim, não poderia resultar...

 

Hoje, olho nos teus olhos e muitas vezes e não te entendo... Todas as vezes que me afastei de ti (e agora em especial), todas as vezes em que precisei do meu espaço, do meu tempo para apanhar alguns dos "peçados que deixaste estilhaçados", todas essas vezes... senti que foram os teus olhos que procuraram os meus... como quem procura respostas, respostas que os meus lábios já não dão... 

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub